Buscar
  • Instituto Reditus

O que é um fundo patrimonial ?

Atualizado: 18 de Jul de 2020


Fundos patrimoniais (ou endowments) são um meio de arrecadar e repassar doações para organizações sem fins lucrativos. É uma forma usual de arrecadar recursos de ex-alunos e instituições privadas para investir, de forma sustentável, em atividades acadêmicas e universitárias. Como premissa, todo dinheiro arrecadado é mantido de forma perpétua pelo fundo, de tal forma que apenas o rendimento é repassado. Sendo assim, é possível garantir a sustentabilidade financeira dos investimentos não só no curto prazo, como também no longo prazo.



Exemplo prático: Vamos supor que um fundo patrimonial de uma universidade consiga arrecadar R$10MM e que tenha uma taxa de retorno de 3% ao ano (acima da inflação) a partir de uma robusta governança e política de investimento. Anualmente, por muito tempo, teria capacidade para destinar R$300.000 a projetos estudantis, a projetos universitários ou a bolsas acadêmicas - ampliando as oportunidades e recursos acadêmicos.


Como surgiu o primeiro endowment?

 A primeira instituição Patrimonial  surgiu em Atenas, no século I, durante o Império Romano.
A primeira instituição Patrimonial surgiu em Atenas, no século I, durante o Império Romano.

Foi o filósofo romano, Marcus Aurelius, quem liderou a criação de uma instituição patrimonial para cada uma das 4 grandes escolas de Filosofia: Escola de Platão, Escola de Aristóteles, Escola de Epicuro e Escola de Zeno de Cetium. Mais tarde, algumas cidades do Império também criaram a sua própria instituição.

Em 1502, na Inglaterra, a prática foi adotada durante a modernização do sistema universitário britânico. Lady Margaret Beaufort instituiu um fundo patrimonial para as Universidades de Oxford e de Cambridge.


Modelos de referência internacional


Nos EUA e no Canadá, os endowments são bastante difundidos. Abaixo, seguem alguns exemplos de Universidades que adotam o modelo:


Harvard

Possui o maior endowment do mundo (aproximadamente $37Bi administrados pela Instituição). Destaca-se que mais de 35% de toda a rede de alumni contribui e que o mesmo representa mais de ⅓ do orçamento total da Universidade.


Saiba mais!



Yale

Tem um fundo de aproximadamente U$27 Bilhões administrado pela Instituição. De forma similar à Harvard, mais 35% de toda a rede de alumni contribui e o mesmo representa cerca de ⅓ do orçamento total da Universidade.


Saiba mais!




Stanford

Administram um fundo de aproximadamente U$25 Bilhões. Mais de 30% de toda a rede de alumni contribui e o fundo representa cerca de ⅕ do orçamento total da Universidade.

Saiba mais!



Modelos de referência no Brasil


Algumas universidades brasileiras já dispõem de um um fundo patrimonial. Todos são bastante recentes e com um montante bastante tímido em comparação aos EUA. O mais bem sucedido atualmente é o fundo patrimonial da Escola Politécnica da USP.



Amigos da Poli


Ex-alunos da Escola Politécnica da USP se reuniram em 2009 para criar um fundo patrimonial. Hoje, já tem R$23 milhões sobre administração, contam com uma rede de mais de 2000 doadores e já alavancaram dezenas de projetos de alunos da Poli.


Saiba mais!



Nossa missão é construir não só um fundo patrimonial com investimentos em alunos e projetos da UFRJ, como também permitir que cada membro da rede universitária possa retribuir da sua melhor forma.

Acreditamos no poder da conexão de alunos e ex-alunos. Queremos participar da construção de um futuro diferente e é por isso que criamos o Instituto Reditus.



E você, o que você imagina para o futuro?



Fontes:

https://www.nexojornal.com.br/expresso/2017/08/22/O-que-s%C3%A3o-endowments-e-por-que-s%C3%A3o-raros-nas-universidades-brasileiras https://www.investopedia.com/terms/e/endowment.asp


https://www.law.utoronto.ca/alumni/giving-0/gifts-have-made-difference/what-academic-chair


http://relatorioanual.amigosdapoli.com.br

864 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo